Posts tagged doutrina

Charge da Semana

Para ver a tirinha em alta definição, clique na imagem.
9
Esta charge foi retirado do blog Espiritirinhas, de Wilton Pontes.

Comments (1) »

Charge da Semana

Para ver a tirinha em alta definição, clique na imagem.
8
Esta charge foi retirado do blog Espiritirinhas, de Wilton Pontes.

Leave a comment »

Charge da Semana

Para ver a tirinha em alta definição, clique na imagem.

6

Esta charge foi retirado do blog Espiritirinhas, de Wilton Pontes.

Leave a comment »

Charge da Semana

Para ver a tirinha em alta definição, clique na imagem.
10
Esta charge foi retirado do blog Espiritirinhas, de Wilton Pontes.

Comments (2) »

Charge da Semana

Para ver a tirinha em alta definição, clique na imagem.
5
Esta charge foi retirado do blog Espiritirinhas, de Wilton Pontes.

Leave a comment »

Charge da Semana

Para ver a tirinha em alta definição, clique na imagem.

4

Esta charge foi retirado do blog Espiritirinhas, de Wilton Pontes.

Leave a comment »

O FUTURO DO ESPIRITISMO

REVISTA ESPÍRITA – Allan Kardec – Junho 1863

Perguntas-me qual será o futuro do Espiritismo, e que lugar terá no mundo. Não terá ele um lugar somente, preencherá o mundo inteiro. O Espiritismo está no ar, no espaço, na Natureza. É a pedra principal do edifício social; podes pressagiar de seu futuro por seu passado, por seu presente. O Espiritismo é a obra de Deus; vós, homens, lhe destes um nome, Deus dele vos deu o pensamento quando o tempo chegou; porque o Espiritismo é a lei imutável do Criador. Desde que o homem teve inteligência, Deus lhe inspirou o Espiritismo, e, de época em época, enviou sobre a Terra Espíritos avançados, que ensaiaram sobre as naturezas corpóreas a influência do Espiritismo. Se esses homens não triunfaram, foi porque a inteligência humana não estava bastante aperfeiçoada; mas esses homens dele não implantaram menos a idéia, e deixaram atrás deles seus nomes e seus atos, como se coloca um mourão indicador sobre um caminho, a fim de que o viajante possa reencontrar seu caminho. Olhai para trás e verás quanto de fé já Deus tentou da influência Espirita como adiantamento moral.

Há dezoito séculos, que era o Cristianismo senão do Espiritismo? Só o nome é diferente, mas o pensamento é o mesmo Somente o homem, com seu livre arbítrio, desnaturou a obra de Deus. A Natureza foi preponderante e o erro veio se implantar sobre essa preponderância. Depois, o Espiritismo fez esforços para germinar; mas o terreno era inculto e a semente se rompeu e feriu na fronte os semeadores que Deus encarregara de difundi-la. Com o tempo a inteligência cresceu, o campo pôde ser arroteado, porque a época se aproxima em que o terreno deve estar de novo semeado; o Espiritismo se difunde, cada um o admite; até os mais incrédulos o compreendem, e se não o confessam, se fecham os olhos. é que a luz ofuscaste do Espiritismo os cega; mas Deus protege a sua obra, a sustenta com seu poderoso olhar, a encoraja e, logo, todos os povos serão Espiritas, porque é a universalidade de todas as crenças.

O Espiritismo é o grande nivelador que avança para aplainar todas as heresias; é conduzido pela simpatia, e é seguido pela concórdia, pelo amor, pela fraternidade; ele avança sem abalos, sem revolução, não vem destruir nada, nada transtornar na organização social, vem tudo renovar. Não vejo ai uma contradição: os homens, tornados melhores, cogitarão de leis melhores; o senhor compreendendo que 0 operário é da mesma essência dele, introduzirá em suas transações comerciais leis mais brandas, mais sábias; as próprias relações sociais se transformarão muito naturalmente entre a fortuna e a mediocridade; o Espirito não podendo se constituir em herdeiro privilegiado, o Espirita sentirá que há outra coisa mais importante, para ele, do que a riqueza; se desligará desse pensamento de amontoar que a cupidez engendra, e certamente ainda o pobre aproveitará dessa diminuição do egoísmo. Dizer-te que não haverá rebeldes a essa idéia, que todos crescerão universalmente fecundados pela onda do Espiritismo, não, haverá ainda refratários, anjos decaídos; porque os homens têm seu livre arbítrio, e, se bem que os conselhos não lhes faltem, muitos não vendo senão do seu ponto de vista, que restringe o horizonte da cupidez, não quererão render-se à evidência. Infelizes aqueles! Lamentei-os, esclarecei-os; porque não sois seu juiz, e só Deus é o senhor de censurar a sua conduta.

Continue lendo »

Leave a comment »